empreiteiro

Empreiteiro: saiba o que é

A construção civil exige muita atenção para detalhes mínimos que com certeza farão a total diferença no contexto macro, por isso, o escopo de trabalho de um empreiteiro é tão relevante dentro das pequenas e grandes obras.

Aliás, é possível entender o funcionamento de obras e construções com a semelhança em processos produtivos de uma vinícola dedicada na produção de vinho fino branco seco

O envolvimento de diferentes atores pode facilitar e também dificultar o processo.

É fato que se analisadas as movimentações empresariais de modo geral, pode-se enxergar que há uma busca pela redução de custos fixos e operacionais, a segmentação de atuação existe para que cada empresa dedique-se à sua especialidade.

Com a mesma linha de pensamento, surgiram também as consultorias que prestam serviços os quais são exigidos mão de obra especializada para a execução. 

Como forma de assegurar a redução de custos e qualidade, surge o conceito de outsourcing.

O outsourcing conforme traduzido do inglês, nada mais é do que a terceirização de serviços. Essa terceirização pode acontecer em diversos segmentos, desde que haja o interesse em contar com o apoio de parceiros em projetos.

No ramo da construção civil, são envolvidos arquitetos, engenheiros civis, empreiteiros e mestres de obras para a entrega final dos projetos, cabendo enfatizar inclusive que o serviço desses pode ser ou não efetivado por somente uma empresa.

Para atender o escopo de serviço de pintura de fachada de prédio foi contratada a expertise terceirizada de um empreiteiro para efetuar o serviço de restauração indicado. 

Terceirização de serviços: essa modalidade compensa?

Com as mudanças frequentemente perpetuadas no mercado, diversas modalidades de negócio surgiram ao longo dos anos em combinação com a aceleração digital. Isso nada mais é do que o dinamismo entre as relações de procura e oferta.

Para conseguir atender a projetos grandes, por exemplo, um especialista em paisagismo jardim pequeno compreende que a ausência de mão de obra pode acarretar na capacidade de atender a prazos e entregas estabelecidos.

Visando proporcionar uma boa experiência aos clientes, este decide então terceirizar a mão de obra com a ajuda de jardineiros que trabalham sob demanda e que possam atender esporadicamente as delegações de projeto.

Essa nada mais é do que uma ação de terceirização de serviços, que é indicada sempre que o proprietário de alguma obra ou a equipe envolvida em empresas não consigam cumprir com as responsabilidades propostas.

A terceirização ocorre por diferentes motivos os quais não necessariamente estão atrelados a somente o volume de trabalho, devendo analisar também outras esferas como:

  • Redução de custos operacionais;
  • Diminuição dos gastos fixos;
  • Atender a prazos com maior praticidade;
  • Diversificar entregas.

Sempre é válido contar com o apoio de terceiros para executar serviços quando aparecidos cenários de contexto semelhante ou iguais aos citados acima, com a flexibilidade hoje conferida nas linhas de negócio, existem opções para muitos nichos.

Entre os nichos citados, são beneficiados com o outsourcing não só a construção civil, havendo disponível o serviço de impermeabilização de estofados automotivos que podem ser achados nas concessionárias e centros de manutenção veicular. 

Para atender então as necessidades do cliente e consumidor de modo que os objetivos organizacionais sejam cumpridos, a empresa deve avaliar conforme o interesse e necessidade a contratação de prestadores e fornecedores.

Outro aspecto a ser considerado é, que no ato da contratação, deve ser feita uma análise minuciosa do contrato a ser assinado e buscar referências acerca da reputação do fornecedor, em prol de evitar problemas no médio e longo prazo.

Afinal, qual o trabalho de um empreiteiro?

Com certeza determinados nichos de trabalho podem gerar dúvidas na população geral, principalmente para indivíduos que são alheios ao conhecimento por não terem vivência na área e tampouco contato rotineiro com determinadas profissões.

Isso acontece no caso de profissionais empreiteiros. A sua definição é caracterizada por profissionais que trabalham sob demanda em construções civis, demolições e remodelações. 

A função principal de um empreiteiro é efetivar os serviços dentro dos escopos citados acima e a sua contratação é feita na maioria das vezes pelo proprietário da obra. Salvo algumas exceções, em que é o arquiteto ou engenheiro quem o contrata.

O escopo de trabalho de um empreiteiro é definido conforme as orientações previstas no contrato assinado, cabendo destacar inclusive que é possível que um empreiteiro atenda às demandas fornecendo mão de obra ou o material exigido.

Em um projeto mediano de construção, foi requisitado o serviço de um empreiteiro dedicado às instalações elétricas, contanto não só com a mão de obra qualificada como também com os materiais essenciais para a entrega do serviço. 

A construção era de um imóvel que seria destinado à locação, e visando evitar repassar custos ao cliente final, o proprietário decidiu contar com a ajuda de um empreiteiro e sua equipe para economizar com mão de obra e materiais.

Por isso, com a contratação de prestador, também foi definido que os materiais essenciais deveriam ser fornecidos pelo mesmo, como o transformador de corrente bipartido.

Ressaltando a escolha do profissional e equipe qualificados deve ser acompanhada de uma análise de portfólio.

Afinal por lei, os atuantes no ramo devem ter formação como engenheiros ou arquitetos. 

O detalhamento sobre as atividades necessárias, contratação ou não de mão de obra adicional em equipes e a disponibilização de material varia conforme as necessidades encontradas no escopo de projeto da obra.

Como em uma clínica de estética que precisa decidir contratar funcionários adicionais para a equipe, contar com a locação laser light sheer duet e muito mais para conseguir prestar o serviço de depilação com sucesso.

Durante o acompanhamento da construção então, o proprietário seguindo as recomendações do engenheiro civil cuja responsabilidade é dar vida para o projeto de um arquiteto, decide contratar empreiteiros e a função que este terá na obra.

Obras de pequeno porte

Em projetos menores frequentemente as partes envolvidas acabam ignorando a relevância necessária para o trabalho realizado, isso porque há um pensamento perpetuado pela sociedade em geral de que as obras pequenas não são complexas.

Pelo contrário, essa corrente de pensamento pode ser fundamentada na falta de conhecimento sobre obras civis, porque na verdade, em pequenos projetos podem ser achadas demandas com alto grau de complexidade.

Sendo importante, inclusive, reconhecer que tamanho não é o mesmo que complexidade. 

Vale lembrar que fica subentendido que por serem menores, as obras com certeza não virão acompanhadas de maiores problemas.

Mas, é justamente a partir dessa linha de raciocínio que diversos projetos apresentam problemas de funcionamento, pois os pontos de atenção acabam não recebendo o foco primordial para assegurar o sucesso das obras. 

Sejam pequenas ou grandes, as obras devem contar com mão de obra qualificada para olhar com a devida atenção para a estrutura, solo, restauração, reforma ou quaisquer que forem as demandas indicadas.

Cabe enfatizar também que por ter impactos sociais, ambientais e econômicos, especialistas devem ser consultados, seja para a compra correta dos equipamentos para piscina jacuzzi ou para a demolição de algum imóvel.

Obras e projetos grandes

O aumento exponencial da população acarretou em soluções rápidas em termos de mobilidade urbana e moradia, como resposta a esses índices crescentes, são vistas frequentemente obras de imóveis de apartamentos, condomínios e comerciais.

Essas obras que majoritariamente possuem grande porte, para conseguir efetivamente solucionar os problemas de moradia e explosão demográfica, devem ser acompanhadas regularmente. 

Como em qualquer nicho de trabalho, as obras são passíveis de erros de gravidade pequena ou grande, mas que com certeza afetam a entrega final. 

Para evitar que não só os projetos como também as famílias sejam afetadas, é preciso dar o foco necessário.

Sendo assim, a segmentação do escopo de tarefas delegadas para cada parte envolvida é possível, separando as responsabilidades entre equipes e gerenciando melhor o trabalho bem como os possíveis problemas que podem surgir.

A divisão de atividades em projetos grandes requer que o planejamento e a comunicação sejam feitos adequadamente, corroborando para o verdadeiro sucesso na implementação e execução ao decorrer do andamento da obra.

Considerações finais

Sendo assim, as obras por si só são complexas devido ao envolvimento dos fatores sociais, econômicos e ambientais que estes conferem para a sociedade no contexto geral. 

Por isso, existem diferentes forças fundamentais que trabalham juntas em prol do sucesso.

Indo ao encontro com esse pensamento, os prestadores de serviço contratados no modelo de terceirização são essenciais para justamente gerenciar escopos complexos e que envolvem a interação mútua de expertises e departamentos.

Desde cenários que envolvem a impermeabilização de estofados até mesmo tarefas mais complexas como a restauração de imóveis, é indicado contar com mão de obra terceirizada que possa cumprir com todas as partes essenciais de um serviço.

Por fim, a função de um empreiteiro nada mais é do que agregar positivamente em serviços esporádicos nos projetos de construção civil, independente de seu grau de complexidade, assegurando dinamismo e segurança nas obras.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.