proteger

Conheça os materiais que podem proteger uma casa do calor extremo

Pensar na construção de uma casa e do cuidado dela no dia a dia, vai muito além de garantir que a estrutura seja segura e que o ambiente tenha tudo que uma família ou uma empresa precisa. Alguns passos como proteger a casa do calor, são fundamentais.

Seja em lugares de extremo frio, com sistemas de calefação ou, no caso do Brasil, ao conviver com calor intenso em diversas regiões, é preciso tomar algumas medidas para reduzir o impacto da temperatura no dia a dia.

Muita tecnologia e conhecimentos de arquitetura podem ser utilizados na estrutura de uma empresa de inspeção de recebimento de materiais para que as altas do termômetro não danifiquem nenhum produto.

Contudo, junto com essas técnicas mais refinadas, algumas medidas simples e baratas podem ser tomadas por quem quer sofrer menos com o calor, que em regiões e períodos do ano mais quentes podem prejudicar tanto o bem estar, quanto a saúde das pessoas.

Mesmo quem mora em regiões litorâneas, próximo de áreas verdes ou espaços esportivos, e pode aproveitar com muita qualidade momentos com dias mais quentes, o calor extremo no cotidiano pode ser um incômodo considerável, mas evitável no cotidiano.

Além de cuidados individuais como hidratação e uso de roupas leves, o ambiente pode influenciar na sensação de frescor e no alívio da alta temperatura, isso vai muito além do tradicional ventilador que nem sempre funciona ou um ar condicionado instalado no espaço.

Para isso, é preciso compreender o conceito de isolamento térmico. Esse é o termo utilizado para definir a capacidade de um material para dissipar o calor. 

Na prática, é possível encontrar barreiras para ondas mais fortes de calor e abrandar seu impacto nos espaços.

Alguns materiais em si são capazes de aumentar o isolamento térmico e soluções como a disposição de telhas, escolha de uma janela pivotante vidro temperado e outras técnicas podem ser utilizadas.

Como utilizar bem o ar condicionado

Uma das formas mais comuns de mitigar o calor nos dias mais quentes é através da instalação de um ar condicionado no ambiente. Esse aparelho pode ser útil em muitas situações, mas demanda certa atenção para alguns pontos importantes.

Diferente dos ventiladores, que só contribuem para a circulação de ar quente, o ar condicionado é capaz de resfriá-lo e devolvê-lo para o ambiente. Para que isso funcione bem, a instalação, o uso no dia a dia e a manutenção devem ser feitas corretamente.

Os cuidados com o ar condicionado, assim como os de uma cortina rolo motorizada, começam no momento de sua instalação. 

Muitas reclamações surgem de pessoas que acham que o aparelho está com defeito, sendo que o real problema está na instalação inadequada.

O principal cuidado é que a parte externa, chamada de unidade condensadora, esteja em uma área de boa circulação do ar para que o aparelho consiga resfriar o ambiente interno e evitar o superaquecimento do motor do ar condicionado.

Também, para evitar o aquecimento, é necessário proteger a estrutura do sol em lugares mais quentes com telhados ou de outras formas que não interrompam a passagem do ar pela grade da condensadora.

Por mais que o calor esteja muito grande, é indicado que se evite manter o ar condicionado sob temperaturas mais frias que o necessário ou recomendado. Além de gerar riscos para a saúde, isso pode gerar falhas para os equipamentos.

O indicado é definir uma temperatura média e utilizar o ar condicionado para manter a temperatura nesse grau. Exageros e longos períodos de uso no dia a dia podem gerar defeitos na estrutura e até panes ocasionais.

Quais materiais ajudam na proteção do calor?

Alguns materiais possuem a capacidade de isolamento térmico mais alta, fazendo com que sejam mais indicados para construções em regiões normalmente mais quentes. Além disso, todo o projeto pode ser pensado para privilegiar o conforto térmico no dia a dia.

Como em casas frias que utilizam piso de borracha pastilhado em manta, as casas quentes podem contar na sua estrutura materiais e soluções que reduzem a sensação térmica do ambiente. Entre os materiais que atuam melhorando o conforto térmico estão:

  • Telhas;
  • Lajes e pisos;
  • Tetos;
  • Mantas térmicas;
  • Paredes.

Como estão na parte mais alta de qualquer construção e recebem luz solar na maior parte do dia, as telhas, telhados e coberturas têm um papel essencial na mitigação do calor. A utilização dos materiais podem definir muito do conforto térmico do ambiente.

Telhas de ferro não costumam ser indicadas para construções localizadas em regiões quentes do país, uma vez que o metal tende a conduzir muito calor e em locais extremos pode até se fragilizar e causar acidentes.

Telhas de cerâmica ou de fibrocimento, por sua vez, podem reduzir bastante a sensação térmica uma vez que absorvem o calor e refrescam o ambiente. A cerâmica, inclusive, tem um uso milenar no alívio do calor e se prova muito eficiente nessa função.

Quem está trabalhando com a construção de piscina de alvenaria no terraço também deve estar atento aos pisos e lajes escolhidos, pois, como essas estruturas são planas, é possível implantar uma série de camadas protetoras para evitar a propagação de calor.

O ar quente tende a subir quando encontra-se com o ar frio, e essa lei da termodinâmica faz com que o teto seja fundamental nesse sentido. Nesse espaço, é possível também instalar mantas e protetores que isolam o calor na área externa, deixando o ambiente mais fresco.

Saiba porque o conforto térmico é importante

Assim como a impermeabilização de reservatório de concreto, as manutenções necessárias para garantir o conforto térmico de uma casa, muitas vezes, é deixado de lado. Em regiões de frio e calor extremo esse cuidado é ainda mais importante.

Além do conforto térmico, que é fundamental para garantir o bem-estar dos moradores ou visitantes de um espaço, conceitos como o isolamento térmico garantem a eficiência energética da construção e protegem toda a estrutura de problemas.

Quando a própria estrutura privilegia a entrada de um ar mais fresco, há a necessidade do uso de ventiladores, resfriadores e de ar condicionado. Toda essa condição é capaz de gerar uma economia considerável, além de maximizar o bem-estar das pessoas.

Tecnologias mais sofisticadas, como uma manta protetora, podem até ser inviáveis por custo para grande parte das casas, mas soluções mais simples como toldo para porta da sala podem ser utilizadas para reduzir os efeitos do calor no dia a dia.

Mesmo sem uma reforma ou qualquer tipo de intervenção na estrutura da casa é possível melhorar a sensação térmica do espaço. Para isso, é preciso privilegiar a entrada de ar e apostar em elementos naturais para trazer o frescor para os espaços internos.

Quando se investe em conforto térmico através de mantas isolantes, mesmo que seu foco seja os períodos de calor mais intenso, o investimento se justifica durante o ano todo, uma vez que nos dias frios esses materiais também são mais indicados.

Esse investimento em isolamento e em conforto térmico gera resultados a curto, médio e longo prazo. Além de um dia a dia mais confortável, é possível que esse investimento valorize o imóvel para o futuro.

Considerações finais

Por mais que o clima tropical seja um dos orgulhos nacionais do brasileiro, o calor nem sempre é desejado e, em algumas regiões do país, oferece até mesmo riscos à saúde e bem-estar em determinada época do ano.

Por isso, não só ventiladores e ar condicionados, mas toda uma compreensão de materiais e de design da arquitetura podem ser utilizados para conter as altas temperaturas do verão.

Tanto o frio, quanto o calor podem ser agradáveis em um certo nível, mas em situações extremas podem ser incômodos e até perigosos para as pessoas. E as medidas utilizadas para diminuir a sensação térmica podem ser sofisticadas e simples ao mesmo tempo.

Muita gente sofre com os ventiladores de modelos mais acessíveis e acha que é preciso de uma película de proteção solar para janelas para diminuir esse efeito, mas pequenas ideias podem mudar bastante a sensação da temperatura ambiente.

Desde manter o ambiente aberto com circulação natural de ar, até a presença de água corrente, plantas e cores claras, tanto na sua roupa, quanto no design de interiores e da área externa.

Na área da arquitetura, são estudadas diversas formas de diminuir o impacto das altas temperaturas no bem-estar ambiente. A posição do telhado, a composição das telhas, aberturas de ar e outros detalhes são levados em consideração.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.