óleos para a pele

Quais são os melhores óleos para a pele do corpo?

Conheça os benefícios e os óleos mais indicados para a pele do corpo 

Os óleos são ótimos aliados para manter a pele macia e, inclusive, podem contribuir para a prevenção do envelhecimento. Quando usados com frequência, diversos tipos de óleos são os responsáveis por hidratar a pele corretamente.  

No inverno, por exemplo, o corpo humano demanda uma hidratação mais intensa. É justamente nesses meses que os óleos podem entrar na rotina de cuidado com a pele, e não só por conta da estética, mas também para manter a pele saudável. 

A maioria dos óleos comercializados atualmente possuem uma rápida absorção, evitando, dessa maneira, o aspecto grudento que muitas pessoas não gostam. É essencial pensarmos que a pele é a barreira mais importante do corpo e, por isso, o cuidado com ela demanda atenção. 

O uso de óleos na rotina contribui para além da hidratação, já que eles fortalecem também a estrutura, contribuindo para essa proteção que a pele nos proporciona. 

Agora que os benefícios do uso de óleos já foram explicados, nós vamos apresentar as melhores opções para a pele do corpo, confira! 

Óleo de semente de uva

Esse tipo de óleo não é um dos mais conhecidos, mas, apesar disso, ele oferece muitos benefícios, pois tem ação cicatrizante e ácido linoléico, que potencializa a hidratação da pele. 

Ele possui ainda compostos fenólicos, que são antioxidantes, como é o caso de flavonoides e ácidos fenólicos. A função desses antioxidantes para a pele é a ação contrária a radicais livres, o que causa uma maior proteção à pele de elementos externos, como a exposição a baixas temperaturas durante o inverno. 

Óleo de amêndoas 

Diferente do óleo de semente de uva, o óleo de amêndoas é mais conhecido. Ele é recomendado, principalmente, para as pessoas que têm a pele seca. Essa recomendação se deve ao ácido oleico, um ácido carboxílico que é umectante, ou seja, realiza a retenção da água por um longo período de tempo, mantendo, dessa forma, a pele mais hidratada. 

Além disso, o óleo de amêndoas contém as vitaminas E, B e A e atua na remoção de sujeiras na pele, promovendo a limpeza dos poros e evitando o aparecimento de cravos e espinhas. 

Óleo de abacate

Esse tipo de óleo é extraído do abacate e possui as vitaminas A, D, E, K, além de ácido fólico e potássio, que estimulam a produção de colágeno, resultando em uma pele mais firme.

A grande quantidade de beta-sitosterol presente no óleo de abacate garante a ele propriedades bactericidas e inflamatórias. Seus benefícios são tantos que ele é usado, também, para tratamento de dermatite e de inflamações na pele, já que tem efeito direto na cicatrização.

Óleo de rosa mosqueta

O óleo de rosa mosqueta pode ser usado para amenizar cicatrizes e hidratar partes do corpo que sejam mais ressecadas. Em sua composição, encontram-se o ômega 3 e as vitaminas  A, C e E, que, assim como no óleo de amêndoas, têm efeitos antioxidantes. O óleo de rosa mosqueta também estimula a  renovação celular, melhorando o aspecto da pele e dos cabelos.

Lavanda

A lavanda é muito usada na pele para tratar acne e até queimaduras. Por conta do seu efeito direto na cicatrização, esse tipo de óleo é indicado para ser aplicado logo após a depilação, “acalmando” a pele logo depois da aplicação.   

Em matéria publicada na Revista Claudia, um estudo recente do Centro Nacional para a Saúde Complementar dos EUA observou que, quando aplicado diretamente sobre feridas, o óleo de lavanda age como um antisséptico forte que evita que as bactérias e os microrganismos se proliferem na pele. Além disso, esse óleo parece ter uma grande importância na regressão dessas mesmas feridas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.