coworking

Coworking, como funciona ?

Trabalhar em casa, em um escritório ou em alguma cafeteria popular não são mais as únicas opções para os funcionários CLT ou freelancers exercerem as suas funções. Afinal, um espaço coworking proporciona uma nova experiência ao time corporativo.

O espaço físico compartilhado por diversos empreendedores, empresas e profissionais liberais pode ser uma ótima saída para quem deseja trabalhar em um ambiente propício para um bom rendimento, bem equipado e localizado, por um preço acessível.

Todas as despesas do local de trabalho, como contas de água, luz, telefone e internet podem ser divididas pelos grupos que o utilizam. Assim, o custo-benefício de compartilhar o espaço é bem maior e mais atrativo.

Além do custo reduzido, dependendo do coworking, vários espaços podem ser compartilhados, como o escritório, a recepção, os banheiros e até mesmo a cozinha, ao mesmo tempo em que uma rede de contatos é construída pelos profissionais.

Geralmente, esses locais são escolhidos e frequentados por trabalhadores independentes, que prezam pela criatividade, inovação e troca de experiências em um ambiente de trabalho. Por isso, optam por essa infraestrutura personalizada.

Os coworkings podem ser contratados por horas ou por um plano fixo mensal. No geral, as opções apresentam boas localizações e toda uma instalação de cabeamento estruturado para um bom uso da internet durante a jornada de trabalho.

Embora o espaço seja compartilhado, as empresas e profissionais presentes nele funcionam de forma individualizada. Cada pessoa exerce a função correspondente a sua empresa, sem interferências de terceiros.

Essa é uma alternativa interessante, principalmente para empreendedores que desejam ter um espaço físico, mas não podem ou não querem arcar com custos altos de uma infraestrutura, no entanto, desejam ter um espaço de atendimento aos clientes.

Os espaços de trabalho compartilhado são ideais tanto fisicamente quanto financeiramente, além de proporcionar muitos benefícios aos trabalhadores que optam por esse conceito, entre eles:

  • Possibilidade de interatividade;
  • Maior foco;
  • Mais criatividade;
  • Ambiente favorável;
  • Oportunidade de expansão.

Os espaços de coworking também podem ser utilizados por pessoas que trabalham em sistema home office, mas não se sentem bem e nem são produtivas exercendo suas funções em um ambiente domiciliar.

É importante ressaltar que nem sempre uma pessoa que utiliza um coworking terá uma sala exclusiva. Muitas vezes, apenas um escritório é dividido por diversos trabalhadores que optarem por essa estrutura.

Para conseguir o aluguel de um espaço de trabalho compartilhado, é necessário fazer uma pesquisa sobre opções de uma região específica, agendar uma visita, fazer uma experimentação grátis e partir para a negociação final.

Como escolher um coworking e aproveitá-lo da melhor forma?

Para alcançar um bom rendimento na rotina profissional, é essencial que a escolha de um coworking seja bem pensada. Além disso, saber como aproveitar o espaço é essencial para bons resultados no trabalho e no crescimento da rede de networking.

Existem alguns pontos de atenção que devem ser considerados nesse processo de busca e de fechamento de contrato de aluguel. Entre eles, podemos mencionar o que estão listados a seguir:

1 – Boa localização

Um endereço favorável é um dos pontos cruciais no processo de seleção de um espaço de trabalho compartilhado. A localização deve atender às necessidades dos profissionais e, caso trabalhem com atendimento, ser acessível aos seus clientes.

É recomendável que o coworking esteja em uma parte da cidade, onde um plano diretor mobilidade urbana pode ser utilizado pelos colaboradores e por todos que frequentam o espaço, de forma a ser sustentável no transporte urbano.

Considerando esses pontos, é possível até ir trabalhar de bicicleta, ou mesmo andando, o que torna a alternativa de trabalho ainda mais benéfica e econômica para os funcionários adeptos do ambiente moderno.

2 – Avaliação de taxas

A cobrança de taxas não deve ser maior que o aluguel cobrado pelo espaço, pois se isso acontecer, a principal vantagem de aderir a esse método, que é a economia, pode ser prejudicada e não alcançar os trabalhadores.  

Todos os serviços de limpeza, como a limpeza de piso cerâmico pós obra, devem ser um preço compatível ao valor reduzido que será pago em um aluguel diário ou mensal de um coworking.

Além disso, o tipo de locação deve ser adequada ao tipo de negócio. Para empresas, pode ser mais interessante o pagamento feito por mês, já para freelancers e empreendedores iniciantes, pagar por dia ou por semana pode ser mais econômico.

3 – Boa administração

Um coworking bem organizado e administrado deve oferecer os cuidados com a infraestrutura, como os que envolvem uma calandra para tubo, e com os benefícios e recursos proporcionados pelo ambiente, como materiais de escritório e lanchonete.

Isso fará toda a diferença na rotina de trabalho exercida no espaço compartilhado, de forma a aumentar a produtividade e facilitar o desempenho de cada profissional em suas funções correspondentes.

Além disso, é possível que uma boa administração ainda proporcione alguns diferenciais, como a assistência para reuniões e seminários realizados, além da organização de reservas.

4 – Espaço bem conservado

Esse tópico é primordial, principalmente, para empresas que utilizam o espaço para atender aos seus clientes. A primeira impressão é a que fica, por isso, prezar pela escolha de um bom local pode fazer toda a diferença para a imagem empresarial.

Uma estrutura adequada, preocupada com a aparência exterior, como a pintura das paredes, e com o interior, como o de um transmissor de pressão absoluta, responsável pelo bom funcionamento dos canais de ventilação do espaço.

A boa aparência e a conservação também influenciam no desempenho e no estímulo à criatividade dos trabalhadores, além de ser importante em reuniões realizadas no modelo virtual, que precisam de espaços privativos e, às vezes, atrativos.

5 – Ambiente propício para negócios

Para empresas ou empreendedores que utilizam o coworking para fechar negócios, é essencial a escolha de um local que tenha uma boa apresentação e fortaleça a imagem de seriedade e profissionalismo.

Suponhamos que uma organização que realiza todos os seus serviços remotamente, também realize o processo seletivo de seus funcionários de forma remota. Entretanto, precisa direcioná-los à etapa de exame de audiometria para admissão presencial.

Para isso, encaminham todos os colaboradores a um coworking da área da saúde, que conta com a presença de diversos consultórios compartilhados. Neste caso, o ambiente é essencial para passar segurança e credibilidade à pessoa submetida ao exame.

6 – Boa infraestrutura

Um coworking da área da saúde animal pode contar com espaços privativos que sejam adequados para a realização de exame bioquímico veterinário e para o atendimento e esclarecimento de dúvidas dos tutores dos pacientes.

É essencial que a estrutura compartilhada atenda de forma individualizada a cada paciente, e supra as necessidades de cada profissional veterinário, valorizando as suas especialidades e capacidade de realizar procedimentos específicos.

O mesmo poderia acontecer com um consultório para atendimento de pessoas. A infraestrutura do coworking teria que ser capaz de suprir a necessidade de cada médico e de cada paciente que estivesse presente no espaço.

7 – Explore o networking

Durante a estadia no local de trabalho ou até mesmo na entrega de um exame toxicológico demissional ao RH de uma empresa que utiliza um coworking para realizar o trabalho, é essencial manter o networking em dia e atualizado.

A presença de diversos profissionais, de diferentes empresas, pode ser de muita valia para profissionais que desejam aumentar a sua rede de contatos corporativos com pessoas influentes e que podem abrir suas portas no futuro.

Trocar informações e experiências com os trabalhadores presentes no espaço de trabalho compartilhado pode enriquecer uma experiência atual, ou mesmo criar novas oportunidades de expansão e crescimento em uma área desejada.

8 – Seja simpático e disponível

Essa dica é imprescindível para que a dica mencionada anteriormente, sobre aumentar a rede de contatos profissionais, seja efetiva. A simpatia é a porta para uma comunicação mais fluida e abrangente, com diversas pessoas.

Mostrar-se solícito e disponível, mesmo com pessoas de outras empresas ou outros profissionais presentes no espaço compartilhado, é uma ótima forma de iniciar um relacionamento de cunho corporativo.

Assim, será possível aproveitar o ambiente e ainda criar amizades interessantes para futuros negócios e oportunidades no segmento desejado. Afinal, a disponibilidade com o próximo sempre abrirá portas para novas relações.

Considerações finais

Um coworking pode ser uma ótima alternativa de economia, flexibilidade, boa estrutura para trabalho e oportunidade de troca de experiência para profissionais que utilizam esse tipo de espaço compartilhado para exercerem suas funções independentes ou empresariais.

Adequar-se à modernidade é a chave para o sucesso de uma vida cheia de inovação, criatividade, oportunidades e novas experiências, com pessoas especialistas no mesmo ou em outros segmentos interessantes para um crescimento profissional.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.