7 passos para reduzir os custos do seu negócio

Manter um controle rígido sobre as despesas fixas e variáveis ​​é uma parte essencial para maximizar o fluxo de caixa e os lucros do seu negócio, seja ele do setor automotivo ou de oxigênio medicinal.

 

Há uma variedade de táticas que os empreendedores podem empregar para controlá-las e se preparar para os imprevistos que surgem ao longo do ano. E reduzir os custos do negócio é uma delas.

 

Sabemos que qualquer empresa deve se atentar às finanças para garantir que suas atividades sejam mantidas, inclusive, para se manter competitiva no mercado. Por isso, é importante pensar que a redução de custos deve ser uma medida constante, não apenas em situações de emergência.

 

Com isso o seu negócio poderá obter muitas vantagens, como a garantia de mais recursos para investir em ferramentas tecnológicas para otimizar os processos de gestão, inovar em produtos e serviços, entre outros. Consequentemente, influencia em atrair mais clientes para a sua empresa e gerar mais vantagem competitiva.

 

Quer entender melhor sobre o tema e seguir um passo a passo para que isso ocorra? Então, continue a leitura e confira! Vamos lá?

 

1- Faça um plano

 

Você precisa avaliar onde sua empresa está e para onde deseja ir a curto, médio e longo prazo. Uma estratégia bem pensada é essencial para prever, adequadamente, as despesas e contingências.

 

Por exemplo, se você pretende buscar um novo mercado no ano que vem, precisa incluir tudo isso em sua lista de prioridades. Então, saia de sua caixa de papelão e mantenha-se atento.

2- Acompanhe as despesas com atenção

Seus custos precisam estar bem listados, antes de planejar o futuro. Isso requer a coleta de dados de maneira eficiente.

 

Portanto não deve ser feito tardiamente, ou seja, precisa ser parte integral de suas operações, senão a vida útil da marca correrá sérios riscos.

 

3- Faça um benchmark em relação ao seu setor

Estabeleça métricas que sejam significativas para sua marca e comparáveis ​​às usadas por outras empresas do seu setor. Se perceber que está gastando mais em determinadas categorias, priorize uma busca detalhada, investigue o motivo e tome as medidas apropriadas para reduzir esses custos de acordo com as normas do setor.

 

Por exemplo, se gerencia uma empresa de automação residencial e gasta 3 vezes mais que as concorrentes, faça reuniões e investigue o que está havendo para reduzir os custos.

4- Gerenciar custos variáveis

Observe as despesas variáveis e calcule a porcentagem de vendas que elas representam. Tirando este histórico, terá um bom indicador de custos e uma referência a ser usada para mantê-los alinhados com a atividade de venda.

5- Seja firme com os custos fixos

As pessoas tendem a se tornar pouco participativas com os custos fixos, tudo porque eles são recorrentes. Mas você deve olhar o mercado de tempos em tempos para ver se consegue um acordo melhor com fornecedores.

 

É uma boa prática obter duas ou três cotações regularmente, seja enviando uma solicitação de proposta ou um método menos formal. Passe uma mensagem de que está sempre observando seus custos.

6- Invista em tecnologia

Explore novas tecnologias que podem ajudar seus colaboradores a melhorar a eficiência, aumentar a produtividade e reduzir custos.

 

Por exemplo, muitos concorrentes inseriram sistemas de computação em nuvem, ao invés de programas que podem ser relativamente caros para aquisição e manutenção.

7- Ofereça incentivos aos funcionários

Estabeleça recompensas apropriadas para os funcionários que encontrarem maneiras de reduzir as despesas.

 

Isso ajuda a criar uma cultura de desperdício zero em sua organização, bem como, motiva os outros gestores a implementarem iniciativas de redução de despesas a permanecerem na tarefa e serem criativos.

 

Esperamos ter ajudado com essa postagem, caso tenha gostado, comente e compartilhe em suas redes sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.